Árvores Literárias

17/04/2018
E se plantas agora florescessem com folhas-frases, frutos-trechos, brotos-autores... da literatura?

“Olha pro céu, meu amor. Vê como ele está lindo.”

E se plantas agora florescessem com folhas-frases, frutos-trechos, brotos-autores... da literatura?

Sim, continuaríamos a ter jacas, cajus, seriguelas e tantas outras frutas. Mas o novo fenômeno é uma árvore que, no amanhecer de um certo dia, começou a orvalhar gotas literárias.

Imaginem essa notícia nos jornais? Numa cidade do Ceará acontece um novo fenômeno. Surgiriam especialistas do mundo inteiro para explicar tal acontecimento.

Milhares de pessoas começariam a se deslocar para aquela cidade. É possível que seja um fenômeno passageiro, convém testemunhá-lo.

Alguns já anunciavam seus benefícios, um milagre aqui, um novo renascer ali... A menina triste voltaria a sorrir, o velho solitário teria razão para viver, o empresário do outro lado do mundo largaria tudo em direção à árvore literária.

O que me despertou a fabulação foi a árvore com poemas que integra a programação da Semana do Livro do Santa Cecília. Já pensou o quão maravilhoso seria antes de sair de casa ou ao chegar à escola colher algumas palavras que preenchessem nossos dias?

Elas seriam coloridas, resistindo com suas cores a todas as estações.

O mundo teria mais cor de inverno a inverno.
O mundo teria mais alegria de verão a verão.
O mundo teria mais graça de primava a primavera.


Ivan Guimarães – Gerente de Comunicação do Colégio Santa Cecília