Dica de leitura da Marília

04/10/2017
A professora Marília Serra indica a história de D. Leopoldina, disponível na biblioteca

A história revisitada e redescoberta do livro Dona Leopoldina, de Paulo Rezzutti, convida-nos a romper com o que só se conhece da imperatriz e a fez entrar para a história, como figura frágil, melancólica, de mulher traída que os livros mostram.

A trajetória de Dona Leopoldina nos é apresentada como uma mulher forte, culta, refinada, bondosa, inteligente, que foi preparada desde cedo para o casamento dinástico e que descende de uma tradição de mulheres que exercem o poder.

O livro é recheado de fontes históricas e documentos até então desconhecidos. Assim, presenteia-nos com a correspondência da imperatriz para familiares e empregados, revelando a nós o não dito até então.

A princesa sempre esteve presente na política brasileira, tendo abraçado muito fortemente a causa da independência.

A diferença de educação entre Pedro e Leopoldina, via de regra, era um problema e, em muitos momentos, uma parceria. O livro corrobora com a ideia de "matriarca da independência".

Essa mulher que amou incondicionalmente marido e filhos merece ser melhor lembrada, portanto, convido a todos ao deleite da leitura!

Marília Serra é professora de História