Abertura da Semana de Artes

08/12/2017
"Uma garota deve ser duas coisas: quem e o que ela quiser."

Fui ao primeiro dia da Semana de Artes do Colégio Santa Cecília na busca daquilo que só a arte pode nos trazer: fazer pensar, inquietar e capturar.

Encontrei garotas, muitas garotas, que surpreendiam pela leveza, segurança e firmeza para ser.

Pais, avós, tios, irmãos... todos ali certamente saíram absolutamente tomados pela arte.

Em meio a belas, feras, bules, Fridas Kahlo, Cleópratas, Coco Chanel, fecha e abre de cortinas, troca de cenários, músicas, vídeos, tudo era surpreendente. Vestiram seus personagens e se revestiram de força, graça e harmonia.

Elas foram profissionais não importando a idade, não importando o nervosismo, não importando as falhas, não importando a necessidade de improvisar quando necessário.

Fiquei com uma vontade danada de abraçar cada uma delas, de dizer que elas foram incríveis, que elas encheram o meu coração de esperança.

Fui até os bastidores e as vi ainda conversando com os coreógrafos, professores e equipe técnica.  “Errei muito”, dizia uma. “Conseguimos”, sorria a outra que saltitava.

É que o artista toca o dedo de Deus, pois ele sabe que nunca estará terminado, que nunca terá feito uma obra definitiva, nunca terá executado com toda perfeição aquela música e só por isso consegue participar da criação de Deus.

Vou para minha casa, desligo a música, ainda escuto os risos, as falas. Vejo as roupas, o olhar de encantamento da plateia. Olho para dentro de mim e sorrio. Fui preenchido pela alegria daquela noite.

Ivan Guimarães – Gerente do Setor de Comunicação do Colégio Santa Cecília.