Educação Ambiental

20/06/2018
Os trabalhos do 8º ano refletem a preocupação com a preservação do meio ambiente.

Eles se dividiram em equipes, escolheram os temas, pesquisaram e apresentaram suas percepções sobre as questões relativas à Educação Ambiental. A proposição é da professora Mariane Pinto, do 8º ano, um modo de instigar o aprofundamento dos conteúdos e a capacidade criativa dos alunos.

“A indústria da moda e o meio ambiente” foi o tema da equipe formada pelas alunas Sofia Matos, Cecília Neri, Miriam Azevedo e Luiza de Paula. As meninas desenvolveram uma pesquisa extensa que percorre o processo de fabricação dos tecidos, o mercado de consumo e outras questões da maior importância como a exploração da mão de obra e o modo de produção. E vão além, estudando o processo de tingimento e novas alternativas para diminuir o consumo que passam pela reciclagem, mas também pelas inovações e tecnologias sustentáveis no mercado da moda.

Com o tema “O poder da reciclagem”, uma das equipes do 8º D centrou foco nas iniciativas de preservação que podem ser incorporadas ao nosso dia a dia como a coleta seletiva, o reaproveitamento dos objetos através da reciclagem, a produção artesanal, entre outras. A aposta é que os gestos individuais como separar o lixo podem mudar o mundo, quando incorporados por muitos. O artista Vik Muniz serviu de exemplo com seu trabalho “Lixo Extraordinário”.  A equipe é formada por Lissa Rodrigues, Izabel Gurgel, Manuela Campos, Melina Monteiro, Ana Carolina Cavalcante, Jéssica Bezerra e Maria Eduarda Markan.     

A reciclagem também serviu de mote para a equipe do Pedro Mendonça, Arthur Alves, Mateus Cavalcante, Davi Aguiar, Lucas Martins, João Rocha e Francisco Augusto. Os alunos do 8ºB produziram um vídeo, uma espécie de telejornal, cujo tema era a reciclagem e aspectos como a coleta seletiva, as questões econômicas, reciclagem nas escolas. O “Jornal do Quintal” reuniu dois apresentadores, os entrevistados e ainda o quadro “O Brasil que eu quero” envolvendo o tema do meio ambiente. Humor e conteúdo bem equilibrados.

“Os mitos do aquecimento global” trouxeram uma outra perspectiva para o problema do aumento de temperatura no planeta. Isabela Maria, Beatriz Barreira, Maiara Veríssimo, Lia Cortez e Juliana Maria, do 8º C, apresentaram em suas pesquisas um pensamento divergente quanto às mudanças climáticas, minimizando os efeitos da concentração de gás carbono e questionando dados oficiais.