O Guarani

O livro de José de Alencar ganha várias interpretações nas aulas da professora Claudiana Lima.
28/06/2019

Fantoches, poesias, interpretação teatral, apresentação de maquetes. São diversificados os recursos para conhecer os clássicos da literatura como a obra O Guarani, de José de Alencar. O conteúdo faz parte do tema o “valor do conhecimento”, desenvolvido na 2ª etapa das aulas de português e redação da professora Claudiana Lima.

Kalil Chohfi incorporou o personagem de José de Alencar na apresentação dedicada à biografia do escritor. Ele chegou à caráter, terno e gravata, barba, óculos, um perfeito José de Alencar! “Tomei a iniciativa de me caracterizar porque prefiro interpretar o personagem, usar técnicas que aprendi no teatro para deixar a apresentação mais interessante”, explica Kalil.

Ele adora História e se encantou com o livro O Guarani porque fala das origens indígenas do Brasil tendo um índio como personagem principal do livro. Kalil escreve poemas e busca inspiração no cotidiano. Marina d`Alva também é apreciadora de poesias, tanto que recontou a história do livro em poema. “Um dia um cavaleiro, no meio de uma caçada/matou uma jovem índia e sua família, indignada/declarou guerra contra os inimigos/que mataram uma indiazinha que de maldade não tinha nada”, diz um dos versos.

As apresentações foram divididas em seis temas: personagens, tempo, espaço, enredo, os índios e a biografia de José de Alencar. As equipes tiveram a liberdade de escolher os recursos para apresentar. “O Guarani é trabalhado de uma maneira mais leve e através da obra também falamos da cultura cearense, da influência do índio e de sua sua valorização e o eterno José de Alencar (com sua importância para nossa cultura e literatura)”, observa a professora Claudiana.

 

 

Notícias Relacionadas

Fique atento às datas e ao período de retorno às aulas.
O projeto homenageia o fotógrafo Sebastião Salgado nas aulas de Geografia.
O projeto com alunos do 3º ano do Tisc trabalha as mais diversas emoções e sentimentos.